Como tirar o visto americano

Os brasileiros adoram os Estados Unidos. As cidades americanas de Miami, Orlando e Nova Iorque são os destinos preferidos de milhares brasileiros em férias todos os anos. Por isso, é tão importante saber o que é preciso para tirar o visto para os EUA antes mesmo de começar a planejar o roteiro, pois o processo pode ser longo, demandar o deslocamento da sua cidade de origem, além de você ter que preparar uma série de documentos para apresentar no momento da entrevista. Como tirar o visto americano

Mas fique tranquilo! Seguindo as orientações apresentadas aqui, as suas chances de conseguir uma aprovação na seção consular aumentam consideravelmente. Confira, logo abaixo.

Tipos de vistos para os Estados Unidos

Uma das principais dúvidas para quem vai aos Estados Unidos é com relação ao tipo de visto americano que deverá ser solicitado. Definir a categoria de visto é a primeira providência a ser tomada antes de iniciar qualquer outro tipo de procedimento.

Existem diversas modalidades de visto para quem deseja viajar para os Estados Unidos, seja por motivo de lazer, negócios, intercâmbio, para trabalho temporário, para competições esportivas, para cobrir eventos jornalísticos, e assim por diante.

Contudo, os tipos de visto mais solicitados pelos cidadãos brasileiros são aqueles para finalidades turísticas ou comerciais. Assim, se você vai viajar a turismo, visitar parentes ou amigos ou se submeter a algum tipo de tratamento médico no país deverá aplicar para um visto americano da categoria B2. Por outro lado, se o seu objetivo for participar de reuniões de trabalho, palestras, feiras ou cursos de curta duração, você deverá solicitar um visto americano da categoria B1.

Passo a passo para tirar o visto americano

1) O formulário DS-160

Definido o tipo de visto, a etapa seguinte será preencher um formulário eletrônico disponível no site do Departamento de Estado do Governo Americano, também conhecido como formulário DS-160. Este questionário precisa ser totalmente respondido. Muitas pessoas enfrentam alguma dificuldade nesta fase em razão do documento estar em inglês. Contudo, o próprio site possui uma funcionalidade para ajudar você, conforme informação logo no topo da página inicial:

A maior parte deste requerimento foi traduzida. Para ver a tradução, posicione o cursor sobre qualquer frase da página atual.

É fundamental que você entenda o que está sendo pedido e responda de maneira ética e correta, para que seu processo não seja invalidado. Respostas incompletas ou incorretas não serão aceitas.

Finalizado o preenchimento, você deverá fazer o upload de uma fotografia. É importante que você já tenha esse arquivo no seu computador para ganhar tempo. Igualmente, para não correr o risco de ter a foto rejeitada, é preciso seguir as seguintes exigências:

  • O tamanho da foto deve ser de 5cm x 5cm e o rosto deverá estar centralizado. Os cabelos e as orelhas devem estar visíveis;
  • A fotografia deve ser atual, colorida, de fundo branco;
  • Chapéus, lenços, óculos ou quaisquer outros adereços que interfiram na identificação não são permitidos, mesmo que acessórios militares ou profissionais.

Observação importante: ao iniciar o preenchimento do formulário DS-160 é essencial anotar o seu “Application ID” (número de identificação), pois se durante o processo a sessão expirar ou se você precisar interromper o preenchimento por algum motivo, não terá que recomeçar tudo do zero.

Imprima duas vias do comprovante de envio do formulário DS-160.

2) Pagamento da taxa do visto – MRV

Após o envio do formulário DS-160, você deverá realizar o pagamento da taxa relativa ao visto de turista para os Estados Unidos, no valor de 160 dólares. Esse processo pode ser feito através do site de Informação e Agendamento de Visto de Não Imigrante do Departamento de Estado dos EUA, via cartão de crédito ou boleto bancário. Neste último, caso você deve aguardar a confirmação da instituição bancária para iniciar o processo de agendamento da entrevista.

A taxa de solicitação do visto americano é paga de forma antecipada, independentemente se o processo for ou não aprovado. O valor não será reembolsado (mesmo que a sua solicitação de visto seja negada), nem tampouco pode ser transferido a outro requerente.

Observação: o recibo de pagamento da taxa relativa ao visto também será utilizado no momento da coleta dos dados biométricos.

3) Agendamento da entrevista

O último passo será agendar uma entrevista presencial na Embaixada dos Estados Unidos em Brasília ou em um dos Consulado-Gerais, localizados nas cidades de Recife, Rio de Janeiro ou São Paulo, além da coleta dos dados biométricos no CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto).

A seção consular será designada de acordo com o local de sua residência. Assim, cada departamento é responsável por uma região demográfica, a saber:

  • Embaixada dos Estados Unidos em Brasília: Distrito Federal, Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.
  • Consulado-Geral do Brasil em Recife: Pernambuco, Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Sergipe e Rio Grande do Norte.
  • Consulado-Geral do Brasil no Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais.
  • Consulado-Geral do Brasil em São Paulo: São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina.

O agendamento é feito diretamente no site do Departamento de Estado do Governo Americano e você também deverá imprimir o protocolo comprovando a data, hora e local da entrevista.

Os endereços das missões diplomáticas dos Estados Unidos no Brasil:

Embaixada dos Estados Unidos em Brasília

SES – Av. das Nações, Quadra 801, Lote 03

CEP: 70.403-900

Brasília – DF

Telefone: (61) 3312-7000

Consulado-Geral do Brasil em Recife

Rua Gonçalves Maia, 163 – Boa Vista

CEP: 50.070-060

Recife – PE

Telefone: (81) 3416-3050

Consulado-Geral do Brasil no Rio de Janeiro

Avenida Presidente Wilson, 147 – Centro

CEP: 20.030-020

Rio de Janeiro – RJ

Telefone: (21) 3823-2000

Consulado-Geral do Brasil em São Paulo

Rua Henri Dunant, 500 – Chácara Santo Antônio

CEP: 04.709-110

São Paulo – SP

Telefone: (11) 3250-5000

Informações sujeitas a alterações sem aviso prévio. Dados atualizados podem ser verificados diretamente no site oficial da Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil.

No momento da entrevista, além do formulário DS-160 impresso, você deverá estar de posse dos seguintes documentos:

  1. Passaporte biométrico original e que permaneça válido durante todo o tempo de permanência pretendido nos Estados Unidos;
  2. Passaportes anteriores vencidos, com vistos expirados;
  3. Fotografia recente – tirada há menos de 6 meses – colorida, de fundo branco e com o rosto centralizado, ocupando pelo menos 50% do espaço;
  4. Evidências que comprovem a finalidade da viagem, bem como a intenção de retornar ao Brasil e não permanecer nos Estados Unidos de forma irregular ou permanente. São considerados vínculos com seu país de residência: carteira de trabalho, contracheque, inscrição e/ou matrícula em instituições de ensino, declaração de imposto de renda, escrituras de imóveis, dentre outros.
  5. Comprovantes de que você dispõe de recursos financeiros suficientes para custear todo o período de estadia nos Estados Unidos, tais como dinheiro em espécie, cartões de crédito internacionais, demonstrativos bancários além de voucher de reserva de hotel e bilhetes aéreos, contratação de pacotes turísticos, aluguel de carros e demais serviços adicionais pertinentes.

O oficial consular irá informar na hora o resultado da sua solicitação de visto e, no caso de aprovação, seu passaporte fica retido para a confecção do selo e demais registros de permissão de entrada nos Estados Unidos. O prazo médio para a devolução é de 10 dias úteis. O andamento do processo pode ser verificado na página do Departamento de Estado dos EUA.

Atenção! É importante não dar segmento aos demais trâmites relativos à viagem sem a confirmação de emissão do seu visto.

4) Coleta de dados biométricos no CASV

No momento do agendamento da entrevista no site do Departamento de Estado do Governo Americano, você também será convidado a marcar um dia e hora para comparecer ao CASV – Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto – para a coleta de dados biométricos, ou seja, fotografia e impressões digitais.

Esse processo deverá ser realizado antes do comparecimento à entrevista.

Você deverá comparecer a um dos CASVs de posse da cópia do protocolo de envio do formulário DS-160, do comprovante de pagamento da taxa relativa ao visto, além de seu passaporte biométrico original. Os atuais endereços são:

Minas Gerais:

Rua Maranhão, 310 – Loja 1 – Santa Efigênia

CEP: 30.150-330

Belo Horizonte – MG

Distrito Federal

SCS, Quadra 8, Bloco B, Sala 340, Setor Comercial Sul

CEP: 70.333-900

Brasília – DF

Pernambuco

Avenida Herculano Bandeira, 949 – Pina

CEP: 51110-130

Recife – PE

Rio de Janeiro  

Rua Humaitá, 275, Loja A – Humaitá

CEP: 22261-001

Rio de Janeiro – RJ

São Paulo

Avenida José Maria Whitaker, 370 – Vila Mariana

CEP: 04.057-000

São Paulo – SP

Rio Grande do Sul

Avenida Assis Brasil, 1712 – Passo D’Areia

CEP: 91.010-001

Porto Alegre – RS

Informações sujeitas a alterações sem aviso prévio. Dados atualizados podem ser verificados diretamente no site oficial da Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil.

5) Devolução do passaporte

Durante o processo de agendamento da entrevista, você deve escolher como deseja receber de volta o seu passaporte com o devido visto americano. É possível optar por retirar o documento no CASV ou solicitar a entrega em um endereço residencial ou comercial.

No caso da retirada no CASV, você receberá um e-mail com todas as instruções necessárias. É possível, inclusive, que o solicitante autorize uma terceira pessoa a buscar o passaporte. São necessários os seguintes documentos:

  • Carta de autorização devidamente assinada pelo solicitante, contendo o nome completo de seu representante;
  • Cópia de documento de identificação do solicitante (Documento de identidade oficial com foto, carteira de motorista oficial com foto ou certidão de nascimento);
  • Documento de identificação do representante (Documento de identidade oficial com foto, carteira de motorista oficial com foto ou certidão de nascimento).

O tempo de permanência nos Estados Unidos

A política de entrada e permanência em território norte-americano é bastante rigorosa e, ainda que o prazo médio concedido seja de 6 meses, você somente saberá o tempo real de estadia nos Estados Unidos no momento de seu desembarque.

brasil usa

Quem decide a permanência exata no país é o oficial da Alfândega e Proteção de Fronteiras, com base em análise individual de cada caso, principalmente se houver algum tipo de suspeita com relação à imigração ilegal. Dessa forma, é fundamental ter em mãos os bilhetes aéreos comprovando o retorno ao Brasil, além de vouchers de reserva de hospedagem, bem como as evidências financeiras para custear toda a estadia.

Portanto, você nunca saberá ao certo por quanto tempo poderá permanecer em território norte-americano. Contudo, esse prazo jamais será superior a 182 dias no período de 1 ano, exceto para viajantes que estejam se submetendo a algum tipo de tratamento médico prolongado no país.

A validade do visto de turista americano

Na grande maioria dos casos, a validade do visto de turista americano é de 10 anos. Entretanto, quem define esse período é o oficial da Embaixada ou Consulado, com base no propósito da viagem, dados fornecidos no momento da entrevista, além dos documentos apresentados. Portanto, você poderá receber de volta um passaporte com um visto válido por 10 anos, como também por 5 anos, 1 ano, 3 meses ou apenas para aquela viagem específica que você está planejando fazer.

Antes de embarcar

Passaporte com validade vencida

Se você estiver com a validade do visto americano em dia, mas com o passaporte vencido, você não poderá embarcar. Será necessário providenciar um novo passaporte e o antigo será cancelado pela Polícia Federal. Contudo, não será preciso iniciar um novo processo de solicitação de visto. Você deve viajar com os dois passaportes, pois o antigo será utilizado para apresentar o visto americano às autoridades de imigração. O carimbo e demais registros de entrada nos Estados Unidos serão feitos no novo documento.

O passaporte deve estar válido durante toda a sua permanência em solo norte-americano.

Saúde

Seguro de viagem internacional

Ainda que a infraestrutura de saúde americana seja de excelente qualidade, ela não é gratuita e, em caso de quaisquer necessidades de atendimento médico, o custo pode ser bastante elevado para o turista brasileiro. Assim, é fortemente recomendada a contratação de uma apólice de seguro capaz de cobrir despesas relativas a consultas, internações hospitalares e até repatriação sanitária.

Vacinas

Não há exigência de imunização prévia contra nenhuma doença específica para viajar para os Estados Unidos, nem tampouco apresentar o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP), emitida pela Anvisa.

Diante de tudo o que foi apresentado acima, temos certeza de que você estará munido de informações suficientes para tirar o visto americano de maneira rápida e tranquila. E a sua única preocupação agora será o que levar na bagagem.

Uma boa viagem!

Deixe um comentário